Email Trigger

Conheça o trigger e saiba como utilizá-lo.

Este trigger suporta apenas o protocolo IMAP, sem anexos.

O Email Trigger permite o recebimento dos dados de uma conta de e-mail no pipeline.

Parâmetros

Dê uma olhada nos parâmetros de configuração do trigger. Parâmetros suportados por expressões Double Braces estão marcados com (DB).

Campo Operation

  • Mark as Read: selecione essa opção se, após processada, você deseja que a mensagem seja marcada como lida.

  • Move to Another Folder: selecione essa opção se, após processada, você deseja que a mensagem seja movida para uma pasta pré-determinada. O destino é especificado no campo Destination Email Folder, que só aparece nas configurações quando Move to Another Folder é selecionada.

  • Delete: selecione essa opção se, após processada, você deseja que a mensagem seja excluída.

Anexos

Caso haja algum anexo no corpo da mensagem recebida pelo trigger, ele vai baixá-las e disponibilizá-las dentro do diretório de execução do pipeline. Os nomes dos anexos estarão contidos dentro da propriedade attachments e essa propriedade será um array de strings contendo os nomes dos anexos.

Caso haja 2 anexos com o mesmo nome na mensagem, um identificador único será adicionado no nome do anexo baixado.

Exemplo:

Há 2 anexos com nome "file.csv" dentro da mensagem. Portanto, o conteúdo da propriedade attachments será:

{
"attachments": ["file.csv", "0072e485-8ba2-4f79-bba5-8068e37ee792_file.csv"]
}

O identificador varia a cada execução.

Nota: Se você utilizar o Gmail como host do servidor IMAP, será necessário autorizar o suporte de aplicações não seguras. Confira a documentação externa do Google para ver o passo-a-passo.

Exemplo de uso

Veja os parâmetros a serem configurados com o exemplo abaixo:

1. Abra as configurações de trigger e selecione o tipo email.

2. Preencha os campos de configuração de acordo com as suas especificações. Para este exemplo, selecione a opção Mark as Read em Operation.

3. Clique em Confirmar.

4. Continue a construção do pipeline.

5. Conecte os seus componentes.

6. Faça o deploy do pipeline:

  • Clique em Run, localizado na parte superior da tela.

  • Selecione o ambiente, que pode ser test ou prod.

  • Clique em Criar.

  • Selecione o pipeline com a sua versão e capacidade.

  • Clique em Implantar.

7. Quando for disparado, o pipeline receberá um payload similar ao seguinte:

{ 
 "textMessage": "",
 "htmlMessage": "Olá, Pedro\r\nAinda não recebi o relatório deste mês. 
     Você poderia enviá-lo até o final do dia?",
 "attachments": ["attachment_fileName1", "attachment_fileName2", 
     "attachment_fileName3"]
  "subject": "Relatório mensal",
  "from": ["Renato Peixe Junior <renato.peixe@gmail.com>"],
  "to": ["pedro.gomes@gmail.com"],
  "cc": [],
  "bcc": [],
  "replyTo": ["Renato Peixe Junior <renato.peixe@gmail.com>"],
  "sentDate": "2020-02-10T17:54:40Z[UTC]",
  "receivedDate": "2020-02-10T17:54:52Z[UTC]"
} 
  • data: conteúdo da mensagem.

  • subject: assunto da mensagem.

  • from: e-mail do remetente.

  • to: e-mail do destinatário.

  • cc: destinatários em cópia.

  • bcc: destinatários em cópia oculta.

  • replyTo: e-mail de destino da resposta.

  • sentDate: data de envio da mensagem.

  • receivedDate: data de recebimento da mensagem.

Last updated